Matéria de organização

Neste domingo na liga das mulheres teve uma baita organização. Vamos dar uma olhada na matéria!

Os 10 mandamentos da arrumação! Veja as dicas da organizadora profissional, que transformou a casa da Lourdes
A responsável pela mega arrumação na casa da família Nogueira chama-se Alexandra Tsouroutsoglou. Ela é especialista em organização e também consultora de Feng Shui. Ela explica que trabalhar como especialista em organização demanda uma série de questões que abrangem ética e protocolos para se estar na casa e na intimidade de alguém. E acredita que: “uma vida mais organizada simplifica tudo, evita perda de tempo procurando coisas, estresse familiar, procrastinação… A lista é quase infinita! Organize-se!”
Quais foram as principais ações que você fez na casa da família Nogueira?
A primeira ação foi avaliar as áreas que tinham mais excessos de objetos e verificar quais os itens que poderiam ser descartados. Ex: partes de um antigo guarda roupas na sala? E ainda com as portas viradas para a parede? Isto já demonstra que os objetos contidos ali quase nunca eram usados e eram possivelmente coisas esquecidas! Outro exemplo, no mesmo espaço, foi um PC antigo sendo guardado para realizar uma única ação por um membro da família. Essa ocupação do espaço tira a possibilidade de utilizá-lo de uma forma mais adequada.
Qual foi a pior coisa e a mais engraçada que você encontrou na casa deles?
Hum… A pior foi um saco de cimento aberto entre os objetos desse armário. O Vinicius é muito alérgico e o que me espanta é que não se atentaram para colocar em outro local, a área, por exemplo, ou jogar fora mesmo. E a mais engraçada era a quantidade de caixas de sapatos, uma pilha enorme! O sapato lá do fundo dificilmente seria usado.
Na sua opinião, porque as pessoas guardam tantas coisas que não precisam?
A maioria das famílias que precisam de ajuda na organização da casa são pessoas que têm apego emocional com os objetos e, assim, guardam tudo! O medo da perda é algo muito profundo. Medo de perder vínculo emocional que aquele objeto carrega, medo de precisar dele no futuro que, neste aspecto, acredito que está muito ligado ao medo de empobrecer, medo em desagradar aquele que o presenteou e daí, mesmo que a pessoa não goste do presente, ela guarda geralmente num lugar de difícil acesso e que raramente vai ver. E, no entanto, a maneira mais correta de honrar um presente que ganhamos é usufruindo caso gostemos ou, caso não seja de nosso agrado, passar adiante. Temos que lembrar que alguém em algum lugar vai gostar e usar!
Por que é tão difícil fazer uma organização geral?
Na maioria dos casos, as pessoas não sabem mesmo se organizar, são costumes adquiridos de famílias e que, por isso, há uma visão de normalidade nisto. Não enxergam de outro jeito, para eles casa organizada é casa de rico com um closet enorme! Não, definitivamente qualquer um pode se organizar. Infelizmente, poucos se interessam, poucos sabem como a vida fica mais fácil, mais leve e com muito mais tempo livre para si e para família. Normalmente acham que organização é coisa de chato, de gente metódica!
E como podemos guardar tudo se não temos espaço?
Aí que tá, não podemos guardar tudo! Temos que nos perguntar: vou usar? Com que freqüência? Esperando emagrecer? Voltar à moda? Esperando uma ocasião especial que nunca chega? Esperando consertar? Se você se faz uma destas perguntas, o objeto corre o risco de ir para dentro do armário e nunca mais ser encontrado! Agora, não pense que sou contra aguardar objetos. Itens dos quais nos remetem a lembranças positivas na nossa vida podemos dar um lugar a ele, devidamente acondicionado, embalado com carinho para não se degradar e, principalmente, sabermos onde encontrá-lo. Ex.: guardar o primeiro sapatinho do filho. Ótimo! Já tive cliente que guardava todos os primeiros sapatinhos: do hospital, um mês, do batizado, dois meses, um aninho, etc. E o pior, de gêmeos! Haja espaço na casa!
Quais os efeitos emocionais nas pessoas antes e depois da organização na casa?
Primeiramente, quando são pessoas que acumulam muitas coisas, são mais resistentes. Relutam muito no começo, falam muito, choramingam muito ou quando mesmo não choram. Primeiro que, quando vêem a quantidade de objetos que possuem, ficam tontas mesmo (por isso protelam muito para se organizar, não é fácil! Nessa hora é que um profissional faz toda a diferença). Outra, por não verem aquele objeto há muito tempo e, quando redescobrem, falam que vão usar e aí você entra com a questão: você não usa há tanto tempo, vai usar agora? Tem gente que barganha muito e você tem que ser firme e fazer a pessoa internalizar ratificando porque contratou o serviço de uma organizadora profissional. Quais as prioridades no momento? Centrar a pessoa no desejo inicial: se organizar. Para isso, tem que abrir mão de algumas coisas. Porém, no final, a recompensa de ter sua casa organizada, seu guarda roupa organizado, você se ater a tudo que tem e poder usufrui, não tem preço! Sem falar na leveza que a pessoa sente ao se desfazer das coisas, seja doando ou vendendo! São como pesos tirados das costas!
Quais são os benefícios práticos?
Muito simples: Cada coisa em seu lugar! Precisando do diploma escolar? Seu vestido de festa? Aquele sapato? A tampa da panela? Em organização tudo tem seu lugar para estar! Você não perde tempo buscando por coisas, evitando assim frustrações desnecessárias.
Existe um perfil específico de pessoa que contrata seus serviços?
Percebo que certo tipo de pessoas tem alguns receios: primeiro, de alguém mexendo em suas coisas e, segundo, que elas acham que vão encontrar tempo para se organizar! Em contrapartida, o perfil da família de hoje é de mulheres e homens trabalhando fora, e quem dá conta da casa? Domésticas e faxineiras normalmente não têm tempo para isso! Assim, quando essa família preza por um lar organizado ela contrata os meus serviços.
Quem gosta mais de guardar entulho: homens ou mulheres?
Varia muito! Normalmente quando o perfil é de acumular: mulheres acumulam roupas e sapatos. Homens, ferramentas, objetos esportivos e etc.
Depois de organizada a casa, os donos conseguem mantê-la?
É o mais empolgante das etapas da organização: voltar na casa após um mês e ver que a família se adaptou muito bem! Mas é claro que existem pessoas e famílias que precisam de orientação periódica, seja ela mensal, semestral ou anual.
Quais são os 10 mandamentos da arrumação?
1. Se não usa, descarte.
2. Você abriu, feche.
3. Ligou, desligue.
4. Desarrumou, arrume.
5. Sujou, limpe.
6. Quebrou, conserte.
7. Não sabe consertar, chame quem o faça.
8. Etiquetar ajuda lembrar onde esta.
9. Comprou algo novo, doe três coisas.
10. Não adie, faça já!
Alguns truques para dobrar roupas:
1) É o que chamamos de gabarito e qualquer um pode fazer: é só pegar um pedaço de um papel mais firme (papelão) e recortar do tamanho que você normalmente dobra suas blusas. Quando for passá-las você encaixa nas costas da blusa, dobre um lado primeiramente depois o outro, dobre a blusa ao meio e retire o gabarito. Assim as blusas ficaram todas do mesmo tamanho permitindo que elas não amassem ao guardá-las, além de ficarem lindas, como nas lojas! Deixe o gabarito perto da tábua de passar.
2) Shorts e roupas de ginásticas ocupam menos espaço e ficam melhor arrumadas enroladas.
Aí está uma ótima dica e exemplo do meu trabalho.
Bom dia
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *