A organização é um acontecimento especial

Essa frase não é minha. Ela costuma ser a primeira coisa que Marie Kondo, consultora em organização, palestrante e autora do livro “A Mágica da Arrumação, diz em suas palestras mundo afora. E esse foi o primeiro livro sobre o tema que li e que me surpreendeu pela maneira séria e, ao mesmo tempo, emotiva com que a autora fala sobre o processo de organização.

Na verdade, me identifiquei em cada parágrafo e me pegava rindo, muitas vezes, tamanha era a concordância com as ideias desta autora. E a primeira ideia que concordei diz respeito à frase “A organização é um acontecimento especial e deve ser tratada como tal”. Mas o ela quis dizer com isso?
Trabalho de organização = maratona
Ao decidir mudar de estilo de vida por meio da arrumação, deixando no lar apenas o que é especial e que “fala direto ao coração”, como diz a Marie, precisamos fazer o trabalho de arrumação de uma só vez, rapidamente, como em uma maratona, e de uma vez por todas. Segundo a autora, esse acontecimento especial fará com que as chances de a bagunça retornar sejam mínimas. Depois desse processo, o que precisará ser feito serão apenas pequenas arrumações para manter as coisas em seu lugar de origem.
Quando morava com os meus pais, lembro-me que sempre havia alguma grande mudança em minha vida e, em decorrência disso, eu escolhia um dia no ano para tornar a organização um acontecimento especial. Isso porque eu sempre fui organizada e, fora esses acontecimentos decorrentes de uma grande mudança, o meu quarto sempre estava em ordem, com tudo no lugar.
O primeiro grande acontecimento
Um desses acontecimentos foi pela decisão da minha mãe em contratar uma loja de decoração para projetar os móveis de todos os quartos, inclusive no meu. Depois de o projeto ter sido aprovado e montado, foi a hora de escolher um dia para decidir o que jogar fora e definir onde guardar o que ficou. Para a Marie, o processo de organização envolve basicamente essas duas ações.
Nesse dia D, lembro que me sentei no chão do quarto e comecei a organizar por categorias (primeiro roupas, depois sapatos, para então organizar os papeis, etc.), jogando fora e doando sacos e mais sacos de coisas que não tinham mais a ver com o novo “eu” que acabara de ganhar um quarto novo.
O segundo grande acontecimento
Anos após essa primeira grande mudança, tiveram algumas outras importantes, como a minha formatura em Jornalismo, ocasião em que tive que organizar os livros que estava usando para fazer a monografia, e abrir espaço para outros livros e apostilas da pós-graduação, por exemplo.
Outra ocasião não menos importante para mim foi quando retornei de uma morada de dois anos nos Estados Unidos, carregando comigo lembranças, itens de decoração e outros objetos que, no momento, achei importante que estivessem em algum lugar do quarto. Mais uma vez, um dia especial foi marcado na agenda, e lá fui eu passar o dia todo nessa maratona.
Mas o segundo grande acontecimento foi a minha mudança para o Rio de Janeiro. Sou de Natal, conheci um carioca, e decidi vim pro Rio para morarmos juntos. Com isso, fui à Natal para me desfazer de muitos itens, doar outros tantos, e trazer ao Rio os mais importantes para mim, como fotografias, livros de arte, e outras lembranças que cabem no apartamento que moramos hoje.
Faça a organização do jeito certo
Foi por conta de algumas ocasiões especiais, decorrentes de mudanças na minha vida, que precisei focar em trabalhos de organização pra valer, o que, segundo a Marie, é o método de organização que realmente funciona, pois ele influencia as emoções e o estilo de vida. Isso acontece porque você se entrega por inteiro ao processo, concentra seus esforços em um único objetivo, num curto período de tempo, e consegue enxergar resultados instantâneos.
Esses resultados darão a motivação que você precisa para manter tudo em ordem sempre, todos os dias. E servirá para a vida toda ou até você precisar encarar uma grande mudança, seja de casa ou decorrente de um grande acontecimento que fará com que repense tudo o que tem, mais uma vez.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *